Brasões – CEPE

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA (CEPE)

Autoria do Brasão:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Descrição Heráldica:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Apoio Técnico:

Cb QPC PÉTALA PEREIRA DE SANTOS MEDEIROS

Brasão:

• Escudo peninsular português, chefe com dois campos, em faixa, o superior de goles e o inferior de sable, contendo a inscrição “CEPE”, em ouro, cortado, o primeiro de prata, com um par de bucaneiras (garruchas) em aspa, de ouro, cosidas de sable, partido, de prata, com uma lucema trilíona, de ouro, acesa de goles, sobreposta por um par de chaves vulgares do último metal, cruzadas em aspa, com os palhetões adossados, postos para cima, o segundo de prata, com uma esfera armilar, de ouro e cosida de sable, sobreposta por uma silhueta de cabeça humana, de sable, com o contorno de um cérebro, de prata, carregado com três raios de ouro, tudo circundado pelo conjunto das palavras ‘‘OBSERVAÇÃO – DECISÃO – ORIENTAÇÃO – ESTRATÉGIA-AÇÃO”, em ouro.

Simbologia e alusão das peças:

• As bucaneiras (garruchas) representam a Polícia Militar, Instituição da qual fazem parte os integrantes do CEPE;
• A lucema trilíona e as chaves simbolizam a busca pelo conhecimento e pela alta eficiência da Instituição através dos estudos de pós-graduação, pormeio do ensino, da pesquisa e da extensão;
• A esfera armilar faz menção, em linhas gerais, ao saber, sendo também alusiva ao “universo” a ser conhecido e desbravado. No âmbito militar é representativa de “ensino e cultura”; e
• As silhuetas da cabeça e do cérebro, com os raios e o conjunto de palavras fazem alusão à “tempestade de idéias” (técnica na qual são realizados exercícios mentais com a finalidade de resolver problemas específicos) e sintetizam a missão do CEPE que é o controle da gestão dos altos estudos da Corporação.