Brasões – APMCB

ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR DO CABO BRANCO (APMCB)

Autoria do Brasão:

ANÔNIMO, Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Descrição Heráldica:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Apoio Técnico:

Cb QPC PÉTALA PEREIRA DE SANTOS MEDEIROS

Brasão:

• Escudo peninsular português, chefe com dois campos, em faixa, o superior de goles e o inferior de sable, contendo a inscrição “APMCB”, em ouro, cortado, o primeiro de prata, com um par de bucaneiras (garruchas) em aspa, de ouro, cosidas de sable, partido, de prata, com um livro aberto, de ouro, sobreposto por um espadim em pala, ponta para baixo, de prata, com uma espada e uma pena, cruzadas em aspa, de ouro, tudo cosido de sable, o segundo de blau com um ondado, de goles, ocupando dois terços do campo, carregado de uma esfera armilar sobrepondo um par de espadas cruzadas em aspa, tudo de ouro.

Simbologia e alusão das peças:

• As bucaneiras (garruchas) representam a Polícia Militar, Instituição da qual fazem parte os integrantes da APMCB;
• O livro, o espadim, a pena e a espada simbolizam a vocação para a formação e aludem à dedicação em busca do conhecimento para a passagem da condição de Cadete para Oficial da Polícia Militar;
• O ondado faz referência à localização geográfica da Academia. Em princípio, por se tratar de uma onda, vem logo à lembrança a praia do Cabo Branco, mas na verdade faz alusão ao Planalto do Cabo Branco, acidente geográfico onde foi edificada a APMCB;
• As espadas, símbolo do oficialato, representam a formação na OPM, demonstrando a abrangência do ensino que prepara, forja e especializa os Oficiais da Instituição; e
• A esfera armilar representa, em linhas gerais, o saber, sendo também alusiva ao “universo” a ser conhecido e desbravado. No âmbito militar é representativa de “ensino e cultura”.