Brasão – 15º BPM

15º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR (15° BPM) 

Autoria do Brasão:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA.

Descrição Heráldica:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA.

Apoio Técnico:

Cb QPC PÉTALA PEREIRA DE SANTOS MEDEIROS.

Brasão:

       Escudo peninsular português, chefe com dois campos, em faixa, o superior de goles e o inferior de sable, contendo a inscrição “15º BPM”, em ouro, cortado, o primeiro de prata, com um par de bucaneiras (garruchas) em aspa, de ouro, cosidas de sable, partido, de prata, com uma couraça de armadura, de sinopla, cravejada e bordada de ouro, cosida de sable, sobreposta por um par de mosquefais, de ouro, passados em aspa, com a inscrição em sua barra “ARMIS ET FIDE”, o segundo de prata, com um poço de ouro lavrado e cosido de sable, com dois leões afrontados e rampantes, de púrpura, armados e lampassados de vermelho, com dois ondados de sinopla.

Simbologia e alusão das peças:

  • As bucaneiras (garruchas) representam a Polícia Militar, Instituição da qual fazem parte os integrantes do 15º BPM;
  • A couraça de amadura, com a inscrição em latim “ARMIS ET FIDE” (que significa braços e fé), juntamente com os mosquefais, representam o poder, a sabedoria e a coragem nas ações do Batalhão em defesa da sociedade e manutenção da ordem pública;
  • Os leões rampantes são a representação do brasão da família Barbosa, visto que o português chamado Marinheiro Barbosa, se apossou das terras próximas a uma aguada, onde hoje é a cidade de Esperança;
  • O poço e os ondados simbolizam o Tanque de Araçá, justamente a aguada cujas terras, Marinheiro Barbosa se apossou; e
  • A cor sinopla faz alusão à cultura popular, que diz que o verde é a cor da esperança, que é topônimo da urbe sede do Batalhão.