Polícia Militar realiza simulação de atendimento com Pais dos praticantes da Equoterapia

Compartilhe

O Centro de Equoterapia da Polícia Militar da Paraíba (CEqPMPB), que há quase 10 anos atende portadores de deficiência através da terapia que utiliza cavalos, realizou uma atividade especial, nessa sexta-feira (1º), em João Pessoa. Pais e responsáveis pelas crianças e adolescentes beneficiadas pelo atendimento passaram pelas mesmas práticas vivenciadas por meninos e meninas assistidos pelo CEqPMPB.

O evento tratou das normas de atendimento, da importância do envolvimento dos pais no processo de desenvolvimento com todos os profissionais. O Centro de Equoterapia é um projeto social realizado pelos policiais do Regimento de Polícia Montada Coronel Calixto (RPMont), com sede no bairro do Cristo. O objetivo é estimular o crescimento biopsicossocial dos pacientes.

As lágrimas nos olhos de dona Terezinha Araújo, mãe de Letícia, 11 anos, que é atendida pelo projeto, revelam a felicidade pela evolução da filha, que tem autismo e tem avançado com o tratamento realizado pelos profissionais da equoterapia, que reforçaram a postura, calma e confiança.

A equipe do CEqPM é composta por terapeutas ocupacionais, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, equitadores e seus auxiliares, que são policiais militares. Os profissionais atendem os praticantes na busca de melhorias nas suas condições no âmbito físico, social e psicológico.

O tratamento é indicado para crianças, adolescentes ou adultos que apresentem dificuldades no desenvolvimento neuropsicomotor, de aprendizagem e relacionamento, ou ainda que tenham características de timidez extrema ou hiperatividade.

Aniversário – No próximo mês de abril, o Centro de Equoterapia completa 10 anos de funcionamento. Atualmente, 32 pacientes são atendidos. A coordenação pretende ampliar o número de pessoas beneficiadas.