Polícias Militar e Civil prendem homens suspeitos de praticar duplo homicídio

Compartilhe

Um trabalho integrado dos policiais militares do 8º Batalhão e policiais civis da 9ª Delegacia Seccional de Itabaiana, no Agreste paraibano, na manhã desta quarta feira (30), resultou na prisão de dois homens suspeitos de praticar um duplo homicídio na noite dessa terça feira (29) na cidade de São José dos Ramos.Ângelo Izidro das Neves, 22 anos, e Adriano Rodrigues da Silva, 26 anos,estavam escondidos em duas casas quando foram encontrados pelos policiais. As investigações mostram que os suspeitos praticaram o crime com a ajuda de outros três homens. 

Os levantamentos realizados no local do crime revelaram a dinâmica da ação. As vítimas José Bezerra Lopes da Silva e Fabrício Pereira Soares estavam em casa quando foram surpreendidos pelos assassinos que arrombaram as portas usando um machado. Sem ter como escapar, as vítimas foram dominadas e assassinadas com golpes de faca e facão. Os corpos foram encontrados pela dona da residência na manhã desta quarta-feira. Ela foi até o local entregar o contrato de locação para José e Fabrício que tinham acabado de chegar à cidade e estranhou quando viu a porta quebrada. Assustada, a mulher chamou a polícia.

“Quando a nossa guarnição chegou à residência identificou as vítimas. Eram dois homens que moravam nas cidades de Cabedelo e Bayeux, região Metropolitana de João Pessoa. Eles foram presos no inicio do ano durante uma operação realizada na Região de combate ao tráfico de drogas. Na época identificamos o líder do grupo, um adolescente de 16 anos que foi apreendido, e mais cinco adultos. José e Fabrício foram soltos dias depois e retornaram à cidade nessa terça feira para disputar a venda de entorpecentes. O controle destes pontos de vendas foi o motivo do crime”, disse o comandante do 8º BPM, tenente-coronel Oscar Beuttenmuller.

A identificação dos suspeitos aconteceu através do trabalho integrado dos policiais militares e civis que passaram a seguir as pistas deixadas por eles e encontraram as casas onde Ângelo e Adriano estavam. Dos cinco envolvidos, três conseguiram escapar. “Primeiro prendemos um dos suspeitos e a partir dele conseguimos chegar ao segundo. Os outros não foram encontrados no local, mas já foram identificados. Eles são conhecidos na região apenas como “Alex”, “Nego” e “Ednaldo”. Durante o depoimento os presos informaram que o crime foi praticado porque as vítimas não repassaram o dinheiro da venda de drogas para eles”, informou o delegado seccional Felipe Castelar.

A faca e o facão usados para praticar o crime foram apreendidos nas casas dos suspeitos presos. Ângelo Izidro das Neves e Adriano Rodrigues da Silva foram encaminhados para a Delegacia de Itabaiana e autuados pelo delegado Eduardo Portela por duplo homicídio qualificado. Os dois foram encaminhados para a Cadeia Pública de Pilar, onde vão aguardar pela decisão da Justiça. Os policiais agora concentram os trabalhos nas buscas dos outros três suspeitos.