Comandante do Ciop de João Pessoa recebe prêmio em Seul

Compartilhe

O tenente-coronel Arnaldo Sobrinho, da Polícia Militar da Paraíba e coordenador do Centro Integrado de operações Policiais – CIOP foi agraciado com um prêmio durante a 3ª Comemoração Anual da Cúpula da Paz Mundial (3rd WARP Summit), em Seul, Coréia do Sul, onde também ocorreu, no período de 17 a 19 deste mês, a 5ª Reunião do Comitê de Direito Internacional da HWPL. A homenagem ao militar paraibano fez parte da cerimônia de premiação pela paz mundial para aqueles que trabalharam em seus respectivos campos com esse objetivo.

Tenente-coronel Arnaldo Sobrinho durante premiação em solenidade na Coréia do Sul

O oficial da PMPB foi uma das personalidades que receberam a premiação numa solenidade para mais de 20 mil pessoas,  em Seul. Como forma de reconhecer o esforço daqueles que trabalharam no sentido de construir a Declaração, várias personalidades mundiais e juristas foram agraciados com o “Prêmio de reconhecimento pelo trabalho em prol da Declaração de Cessação da Guerra e da Paz Mundial”.

A Cúpula, realizada anualmente desde 2014, reúne líderes políticos e religiosos, chefes de grupos de mulheres e jovens, sociedade civil e imprensa de todo o mundo, e especialistas de Direito Internacional, fornecendo uma plataforma de discussão e cooperação para a paz. A Cúpula deste ano discutiu o estabelecimento de uma governança colaborativa entre governos e sociedades civis para os seguintes objetivos: transformar a Declaração de Paz e Cessação da Guerra (DPCW) em forma juridicamente vinculativa; desenvolver educação e cultura de paz; e promover a harmonia entre as religiões.

Na reunião realizada em Seul, o tenente-coronel Arnaldo Sobrinho e o procurador do Tribunal de Contas da Paraíba, Maurício Franca, representaram o Brasil no encontro na Coreia do Sul quando foi discutido o tema “Declaração de Conflitos armados no mundo”. Também foram tratadas questões para poder engajar outros países na temática sobre conflitos armados no mundo.

Além do Brasil, representado pelos dois paraibanos, o encontro contou com a participação de mais 19 países, entre eles Estados Unidos, Rússia, Portugal, Inglaterra, Egito, Tunísia e Colombia.