Brasões – EME

ESTADO MAIOR ESTRATÉGICO (EME)

Autoria do Brasão:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Descrição Heráldica:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Apoio Técnico:

Cb QPC PÉTALA PEREIRA DE SANTOS MEDEIROS

Brasão:

• Escudo peninsular português, chefe com dois campos, em faixa, o superior de goles e o inferior de sable, contendo a inscrição “EME”, em ouro, cortado, o primeiro de prata, com um par de bucaneiras (garruchas) em aspa, de ouro, cosidas de sable, partido, de prata, com uma cruz setada de ouro cosida de sable, o segundo xadrezado de prata e de gray, de vinte e duas peças, carregado com uma peça do jogo de xadrez, no caso, o rei, armado, de ouro, com uma cruz pátea de goles, com uma coroa, do mesmo metal, de cinco florões, cravejada de goles, firmado em uma torre, de brown, iluminada de ouro.

Simbologia e alusão das peças:

• As bucaneiras (garruchas) representam a Polícia Militar, Instituição da qual fazem parte os integrantes do EME;
• A cruz setada faz alusão à lealdade, à proatividade, ao dinamismo e à dedicação dos integrantes do EME, em prol do assessoramento ao Comandante Geral da Corporação; e
• O campo xadrezado simboliza o planejamento, a capacidade de desenvolvimento estratégico, a antecipação
às demandas e a aptidão em propor resoluções para crises, em cumprimento à missão legal do EME de assessorar o
gestor maior da Instituição, representado no campo pela peça de xadrez (o rei).