Brasões – CPR-I

COMANDO DO POLICIAMENTO REGIONAL I (CPR-I)

Autoria do Brasão:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Descrição Heráldica:

Maj QOC GLAUCO CÉSAR DA SILVA PAIVA

Apoio Técnico:

Cb QPC PÉTALA PEREIRA DE SANTOS MEDEIROS

Brasão:

• Escudo peninsular português, chefe com dois campos, em faixa, o superior de goles e o inferior de sable, contendo a inscrição “CPR-I”, em ouro, cortado, o primeiro de prata, com um par de bucaneiras (garruchas) em aspa, de ouro, cosidas de sable, partido, de prata, com a figura de um tropeiro armado com um mosquefal, tudo de ouro e cosido de sable, o segundo com um escudete de goles, em chefe no cantão destro o numeral “1”, em gray, filetado de ouro, e com uma pala do mesmo, carregada com uma espada com lâmina antiga, daquele metal, cosida de sable, tendo o escudete como suporte um par de ramos de louros cruzados em aspa, do último metal.

Simbologia e alusão das peças:

• As bucaneiras (garruchas) representam a Polícia Militar, Instituição da qual fazem parte os integrantes do CPR-I;
• O tropeiro armado com o mosquefal simboliza a liderança, a operacionalidade e a capacidade de gestão deste Órgão de Direção Estratégica; e
• O escudete e demais peças fazem alusão à designação da OPM e da sua área de atuação, no caso, o Comando de Policiamento Regional I, além de representar a finalidade de planejar, coordenar, controlar e supervisionar as atividades realizadas pelos Órgãos de Execução sob seu comando.