Segurança Pública realiza encontro para definir planejamento estratégico de combate à violência


Definir o planejamento das ações de Segurança Pública na Paraíba para os próximos 10 anos. Esse é o objetivo do evento realizado pela Secretaria da Segurança e Defesa Social (Sesds) desde a última segunda-feira (15), reunindo gestores das Polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros Militar, do litoral ao sertão do estado. O encontro acontece no Centro de Educação da PM, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, até a tarde desta quarta-feira (17).

De acordo com o secretário Cláudio Lima, esta é a segunda vez que os gestores da Segurança e da Defesa Social se reúnem a fim de traçar metas para a gestão, com foco no enfrentamento à criminalidade a médio e longo prazos. “Estamos construindo uma visão de política de estado voltada para a Segurança Pública, o que nunca foi feito. No ano de 2014, estivemos juntos planejando os trabalhos até 2025. Agora, estamos reavaliando as ações e desenvolvendo metas mais complexas, que passam pela redução de crimes contra a vida, contra o patrimônio, combate ao tráfico de drogas e ao porte de arma de fogo, e ainda pelo fortalecimento da transparência, Inteligência Policial, corregedoria forte, entre outros aspectos”, revelou Lima, acrescentando que o planejamento também abrange políticas voltadas para as mulheres, crianças e grupos vulneráveis.

O secretário ainda destacou a presença do consultor em gestão de organizações públicas e privadas, Manoel Ferreira da Silva, durante o evento. “Ele está nos acompanhando nesta contrução. É engenheiro civil, com pós-graduação em recursos humanos e planejamento, organização, sistemas e métodos e também examinador da Fundação Nacional de Qualidade (FNQ), avaliando normas de padronização ISO”, destacou.

Entre as ações estruturantes já realizadas pela Sesds estão a compatibilização de áreas integradas de Segurança Pública, prevista na Lei Complementar 111/2012, que dividiu a responsabilidade territorial entre os gestores dos órgãos operativos da pasta, e o Sistema Estadual de Inteligência, criado pela Lei Estadual 10.338/2014. Atualmente, a secretaria está implementando seu novo sistema de rádio comunicação digital, que representa um investimento de R$ 33 milhões e será capaz de integrar as forças de segurança, por meio de 40 torres espalhadas pelo estado, garantindo comunicação de qualidade e criptografada.